Jogo da Roda Mediterrânica

Jogo da Roda Mediterrânica

 Mais do que um padrão alimentar caracterizado por uma alimentação simples, completa, variada e equilibrada, com preferência por alimentos locais e sazonais, e tendo em consideração a sustentabilidade e o meio ambiente, a Dieta Mediterrânica traduz-se num estilo de vida, onde a atividade física, o descanso e a convivialidade também se tornam fulcrais para a saúde. Por fazer parte da nossa valiosa herança cultural e pelos seus vastos benefícios para a saúde cientificamente comprovados, a Dieta Mediterrânica tem sido o tema abordado junto das crianças participantes no projeto MUN-SI, procurando sempre envolver a comunidade escolar, como os professores e os encarregados de educação. Neste âmbito serão realizadas várias sessões de educação alimentar nas escolas participantes neste programa, que incluem atividades lúdicas.

O “Jogo da Roda Mediterrânica” desenvolvido pelo CEIDSS, é uma adaptação da “Roda dos Alimentos Mediterrânica” desenvolvida pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. O jogo, por si só, apela à prática de atividade física, aliando-se, por sua vez, à consolidação de conhecimentos acerca da Dieta Mediterrânica.

 

Regras do Jogo

 Para a realização do jogo, a turma é dividida em 4 equipas. Cada equipa terá uma criança peão que ficará responsável por lançar o dado e avançar o número de casas exibido. Os restantes membros ficam responsáveis por responder a uma pergunta sobre a Dieta Mediterrânica. As respostas são dadas após uma deliberação, a fim de encorajar a discussão de equipa sobre o tema. Em alguns casos, conforme a cor da casa de jogo, se a resposta estivesse correta, o peão poderia avançar 2 ou mais posições. Noutros, se a resposta estivesse errada, o peão teria de recuar 2 ou mais posições.

Nesta atividade as crianças irão participar num jogo de chão, em que serão as próprias crianças os peões do jogo. Em todas as casas do jogo existe uma pergunta ou curiosidade relacionada com a temática da Dieta Mediterrânica. Desta forma, as crianças vão consolidando os conhecimentos aprendidos à medida que se vão divertindo.

A intervenção irá abranger aproximadamente 1900 crianças de 70 turmas do 3º e 4º ano de escolaridade, com idades compreendidas entre os 8 e os 10 anos, de 39 escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico em 23 municípios das regiões  do Alentejo, Algarve, Açores e Madeira.

The Mediterranean Wheel Game

More than a food standard characterized by simple, complete, varied and balanced food, with preference for local and seasonal food, taking into account sustainability and the environment, the Mediterranean Diet translates into a lifestyle where activity rest and conviviality also become central to health. As part of our valuable cultural heritage and its vast scientifically proven health benefits, the Mediterranean Diet will be the theme addressed to children participating in the MUN-SI project, always seeking to involve the school community, such as teachers and caregivers of Education. In this context will be held several food education sessions in schools participating in this program, which include play activities.

The “Mediterranean Food Wheel” game was produced by the National Coordinating team, by an adaption of “Mediterranean Food Wheel” content, developed by the Faculty of Nutrition and Food Sciences – University of Oporto. The Mediterranean Wheel was adapted into a carpet and numbers were added to the original format of the wheel.

 

Game rules

The students were divided into teams, each team had one pawn who was responsible to throw the dice and depending on the number the team had to answer a question concerning the Mediterranean Diet. In some cases if the answer was correct, the pawn could move forward 2 or more positions. In other cases, if the answer was wrong, the pawn had to move backwards 2 or more positions. The answers were given after a deliberation in order to encourage the group discussion about the Mediterranean Diet theme. In this way, the children will consolidate the knowledge learned by playing.

 

This game intervened on approximately 1900 children from 70 grades of the 3rd and 4th year of schooling, aged 8 to 10 years, from 39 primary schools in 23 municipalities in the Alentejo, Algarve, Azores and Madeira.